Golpe na oferta de trabalho em Portugal

Os desafios do mercado de trabalho para imigrantes brasileiros em Portugal – 2019

A crise que acomete o Brasil tem abalado a estabilidade das famílias e a imigração tem sido um pensamento cada vez mais recorrente. Portugal é o destino a liderar o interesse dos brasileiros na possibilidade dessa grande mudança.

Os desafios começam com a regularização da imigração. A primeira opção que vem à mente é a recolocação profissional no exterior e inicia-se uma pesquisa pelos sites de busca de emprego.

Onde procurar emprego em Portugal?

É preciso ter atenção na hora de realizar busca de emprego em Portugal. Além de verificar os principais sites de busca de emprego, como Carga de Trabalho, Net-Empregos ou Indeed (indeed.pt), recomendo que busquem mediadoras de emprego como a RH Mais, a Michael Pageou a Randstad, que apresentam vagas atualizadas e mais confiáveis.

Oportunidades de Trabalho em Portugal

O segmento de Tecnologia da Informação lidera a busca de profissionais estrangeiros e por isso, Portugal lançou um programa específico para facilitar esse processo. Trata-se do Tech Visa.

Advogado Renato Martins - Martins Castro Consultoria Internacional

O advogado Renato Martins esclarece: “A medida tem como objetivo garantir que quadros altamente qualificados, da área tecnológica, possam aceder aos empregos criados pelas empresas portuguesas de forma simplificada.” Saiba mais clicando aqui.

Desafios e Oportunidades

É preciso perceber que a empregabilidade passa por aspectos semelhantes em todos os países.

Não faz sentido um empregador trazer um trabalhador de fora do seu país se pode encontrar talentos locais.

Além disso, é importante considerar que a taxa de desemprego em Portugal é elevada. Trata-se de uma das maiores dentre os países que integram a Zona do Euro, chegando a 6,7%.

Existem normas do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) para regular a contratação de estrangeiros apenas quando há escassez de mão-de-obra em território nacional.

O domínio de outros idiomas prevalece dentre os mais relevantes filtros na busca de realocação profissional. A formação e qualificação continuam a ser valiosas, mas é importante saber adaptar seu currículo para o mercado estrangeiro.

Experiências de destaque no Brasil podem ter que ser “ressignificadas”. Por exemplo, um publicitário que atuou em uma grande agência de propaganda do Nordeste atendendo a um cliente nacional de varejo ou a uma prefeitura não será notado pela marca do cliente (provavelmente desconhecido aqui). É preciso criar mecanismos na escrita curricular valorizando episódios que tenham relevância para demostrar seu profissionalismo.

Golpe da falsa oferta de emprego

Golpe da falsa oferta de emprego em Portugal

Esse é um dos mais cruéis golpes contra imigrantes brasileiros (na minha opinião). As empresas oferecem emprego, mas não formalizam contrato. Pressionam para o profissional viajar mesmo como turista dizendo tratar da formalização quando chegar a Portugal. Oferecem bons salários e condições de trabalho atraentes. Chegam a pagar as passagens.

 

No entanto, o que ocorre é que essas empresas se aproveitam da vulnerabilidade do trabalhador que chegou sem o visto adequado e mudam as condições que haviam oferecido. Até que a situação seja regularizada, muitos brasileiros toram-se “reféns” dos empregadores.

Existem situações em que as empresas chegam a reter o passaporte do funcionário ou ameaçam a denunciá-lo aos órgãos competentes para que seja deportado.

Lição: por mais desafiador que esteja o “cenário Brasil”, nunca saia do seu país de maneira ilegal. Não confie em promessas. Consolide as possibilidades de trabalho antes de viajar. 

Se pretende fazer carreira em Portugal, recomendamos o trabalho da mentora de RH Débora Silva.

Há preconceito contra brasileiros em Portugal?

Há preconceito contra brasileiros em Portugal?

Gostaria de dizer o contrário, mas há xenofobia em toda parte do mundo. Em Portugal, o que mais chamou atenção foi em relação ao nosso idioma. Aqui, há quem ache não que falamos “diferente”, mas “errado”.

No meio acadêmico isso é mais marcante, mas na busca por trabalho não é incomum que solicitem que nos esforcemos para falar com sotaque de Portugal. Em trabalhos como Apoio ao Cliente (via telefone) ou atendimento em balcões, lojas ou restaurantes é comum que tenhamos que lidar com palavras de significados diferentes e não vejo problemas nisso.

Reuni aqui algumas palavras do dia-a-dia que são ditas de maneiras distintas nos dois países:

Diferenças entre Português de Portugal e Português Brasileiro

Quando não vale a pena imigrar?

Por mais duro que pareça, imigrar não é “turistar”. Lembre-se que está deixando uma vida inteira para trás e a adaptação vai exigir mais de você do que jamais imaginou.

Mesmo não sendo fácil enfrentar nosso país como está, tenha em mente ao menos duas condições básicas para seguir adiante numa imigração:

  1. Se vem para trabalhar como empregado, não venha sem um Visto Consular.
    • As empresas portuguesas não contratam sem que o profissional disponha de autorização para trabalhar aqui. Não adianta insistir. A multa para empresas que contratam irregulares é elevada e há consequências para os trabalhadores também. Muitos são notificados para que abandonem o país e se não o fizerem, podem ser expulsos. Portanto, os empresários não arriscam.
  2. Garanta recursos para viver por 1 ano
    • Também não recomendo que imigrem sem uma boa reserva de recursos. Além do fato de estarmos “fora de casa”, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) exige que o imigrante disponha de meios de subsistência

Imigrar é uma grande mudança na vida e requer planejamento emocional e financeiro. Não deve ser uma decisão tomada repentinamente. Veja as recomendações do IEFP

Não se precipite! Antes de partir, busque pessoas (amigos ou amigos de amigos) que estejam imigrando e escute atentamente o que dizem, como tem sido suas experiências. Se esse for o caminho a seguir, faça-o com prudência e preparo. Assim, aumentará suas chances de êxito e quem sabe, volte ao Brasil somente a passeio, e não por “precisar voltar”.

1 thought on “Os desafios do mercado de trabalho para imigrantes brasileiros em Portugal – 2019”

  1. Pingback: Como se preparar para imigrar para Portugal (e permanecer)? - Life Relocation Portugal

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pin It on Pinterest

Scroll to Top